Unimed Entrevista sobre Saúde Feminina
Você perguntou e a Dra. Aline Quincó respondeu! Confira a reportagem sobre a saúde da mulher que a Unimed Oeste do Pará preparou neste dia especial.
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
08-03-2018         Categoria: Saúde             Deixe Comentário

A Unimed Oeste do Pará abriu espaço para que os leitores e usuários da internet, mais especificamente as mulheres, colaborassem com a produção de uma reportagem especial no Dia Internacional da Mulher.

A campanha se moldou às dúvidas em torno da saúde feminina. O leitor, que terá sua identidade preservada, enviou a pergunta e a ginecologista e obstetra, Dra. Aline Quincó, respondeu.

Vale ressaltar que nenhuma das respostas tem caráter de consulta e são feitas apenas para ajudar a esclarecer algumas dúvidas. Se você estiver com algum sintoma ou se identifica com alguma das perguntas abaixo, procure um médico.

Confira as perguntas e respostas.

1. Olá! Gostaria de saber se eu posso continuar tomando a injeção anticoncepcional  de 3 meses pois meu filho já tem 4 anos e desde ai eu só tomo ela. E tenho dúvidas se eu terei complicação em uma próxima gravidez devido tomar esse anticoncepcional. Obrigado.

Olá. O anticoncepcional injetável trimestral é eficaz e pode ser continuado mesmo após cessada a amamentação. No entanto, o tempo para engravidar após a pausa deste método  é em média de 10 meses, podendo a paciente gestar em um tempo menor ou maior. Vale ressaltar que os métodos anticoncepcionais sejam injetáveis, orais ou de barreira tem contra indicação, devendo ser prescrito após avaliação individual de cada paciente.

 

2. Tenho todos os sintomas da endometriose, mas nenhum exame confirma. A minha ginecologista me passou Dienogeste, estou tomando e estou melhorando. Será que é endometriose mesmo?

O Dienogeste é uma medicação voltada para o tratamento da endometriose e age inativando os implantes de endométrio fora do local habitual. Se esta foi a escolha da sua médica provavelmente você apresenta sinais e sintomas fortes de endometriose, como ressaltado na pergunta, assim pode fechar um diagnóstico para dismenorréia secundária sugestivo de endometriose. Para diagnóstico definitivo outros métodos podem ser utilizados, no entanto, estes são reservados para os casos de difícil tratamento.

 

3. Oi, tenho 52 anos e continuo menstruando, só que tipo uma hemorragia todo mês. Segundo meu ginecologista está tudo sobre controle já que não tenho nenhum problema no útero. Desde os meus 47 anos que ele diz está perto de parar e até hoje nada. Já me aconselharam a histerectomia, mas não quero fazer cirurgia. Obs: meu ciclo sempre foi muito e por vários dias desde meus 11 anos. Obrigada.

A menopausa ocorre quando a mulher apresenta o período de 1 ano sem menstruação, a idade média para sua ocorrência é 51 anos mas pode se prolongar até os 56 anos. Quando próximo a este período podem ocorrer variações na menstruação (aumento de fluxo, atraso menstruais). Se estes sintomas a incomodam procure seu ginecologista para discutir alternativas para ajudar a passar por esta fase.

 

4. Tomar anticoncepcional sem intervalo pode causar algum tipo de problema para saúde da mulher?

Usar o anticoncepcional sem pausa não traz nenhum dano à saúde da mulher, mas pode estar associado a efeitos colaterais como aumento de acne, seborréia ou sangramentos tipo escape. Na ocorrência do último é sempre importante entrar em contato com seu ginecologista para uma melhor avaliação.

 

5. Engravidei em 2016, mas tive um aborto espontâneo com 6 semanas. E não engravidei mais desde o aborto, tenho cisto no ovário e hipotireoidismo, isso pode ser o problema?

Caso esteja tentando engravidar desde 2016 é importante fazer uma pesquisa das possíveis causas. Entre elas podem ser citadas, sim, cistos ovarianos e hipotireoidismo. É importante a correção da função da tireóide para que tenha uma gravidez saudável. Ressalto que a pesquisa de infertilidade é do casal e não apenas da mulher.

 

6. Como poderia se fazer uma investigação de abortos involuntários para se ter diagnóstico?

A investigação das perdas gestacionais de repetição envolve uma conversa minuciosa, exame físico completo e exames laboratoriais e de imagem. Em certos casos é necessário contar com a avaliação de médicos especialistas em outras áreas além da ginecologia e obstetrícia. Mas isso varia de acordo com a história de cada paciente. 

 

7. É normal a mulher em períodos menstruais ficar com febre seguida de dor?

Não. Dismenorréia primária, ou seja, não relacionadas a doenças não apresenta alterações de sinais vitais como temperatura. Neste caso deve-se fazer investigação para afastar alterações ginecológicas.

 

8. Quais os sintomas da endometriose?

Os sintomas são dores pélvicas intensas (agudas e compressivas) que podem iniciar antes do período menstrual, se localiza na região inferior do abdome podendo acometer região da costa (lombar) e reto. As pacientes podem queixar também de dor durante relação sexual, sangramentos irregulares, alterações da urina e intestinais. Nem todas as pacientes apresentarão todos os sintomas.

 

9. Como eu faço pra me consultar..?

Se você for beneficiário do plano de saúde da Unimed Oeste do Pará você pode acessar o Guia Médico para verificar atendimento com médicos ginecologistas, obstetras ou de outras especialidades, se assim for necessário.

 

------

 

Você precisa de um orçamento de Plano de Saúde? Clique aqui e solicite. É rápido e fácil!

 

 


 
Comentários
 


Voltar
 
 
 
 
 
Categorias:
Saúde
Receitas
Planos de Saúde
Notícias
Eventos
Esporte
Doenças
Bem Estar
Atualizações
Alimentação
 
Últimas Postagens
                   
 
 
 
 
 
 

 

Trav. Dom Amando, 911, Santa Clara, Santarém - PA CEP: 68005-420 Telefone: (93) 2101-9000 Fax: (93) 2101-9007 Copyright 2018. Todos os direitos reservados